Você possui vergonha de ir ao Motel?

Por incrível que pareça, muitas pessoas sexualmente ativas nunca foram a um motel; algumas por nojo, outras por vergonha e também aquelas que imaginam algo diferente do que é. Se você também nunca foi e quer quebrar esse tabu que nós vamos te contar exatamente como eles funcionam. Antes de tudo, pesquise as melhores opções para você não acabar pagando mais caro por um serviço ruim. Existem diversos sites que além de passar todas as informações necessárias como preços e tipo de suítes, ainda oferece a opção de imprimir cupons de desconto – não tenha vergonha de utilizá-los. Não tenha nojo; muitas mulheres só de pensar em deitar em uma cama que já foi utilizada por diversos casais, tem vontade de vomitar. Use a cabeça: o movimento nos motéis é tão grande, que os quartos têm que ser constantemente higienizados, além disso, há muita fiscalização em cima de aspectos essenciais como higienização dos lençóis, toalhas e móveis. Realmente, se você não tiver carro, a ida ao motel pode se tornar mais complicada, mas não desista, afinal, por mais estranho que possa parecer, muitas pessoas chegam de táxi. Muitas pessoas têm vergonha de serem vistas, por isso nunca vão. Fique tranquilo, afinal o serviço é super discreto; quando você está entrando no motel o máximo de contato que terá com alguém é na hora de pedir o número da suíte e receber as chaves do atendente que fica dentro do guichê. E claro, não se esqueça de que, por lei, a maioria deles tem que conferir os documentos de identidade, afinal, menores de 18 anos não pode entrar. Depois que você pegar a chave, é só se dirigir até a sua respectiva garagem e entrar no quarto – as portas da garagem são privativas e ninguém de fora consegue ver qual carro está parado. Dentro do quarto do motel você encontrará no mínimo uma cama, televisão, mesa, frigobar, telefone, chuveiro e banheiro. Quanto mais você pagar, mais entretenimento terá dentro do quarto; com pouca grana a mais, você já pode se dar o luxo de usufruir de uma banheira de hidromassagem. Além disso, você também pode encontrar cadeiras eróticas, pole dance, piscina, quartos temáticos e fetichistas, janelas para assistir o quarto ao lado, canais eróticos – que na maior parte das vezes são uma porcaria – e uma infinidade de apetrechos para deixar a sua transa mais gostosa. Não se assuste ao encontrar uma portinha em alguma das paredes do quarto. É por lá que chegam os drinques, comidas e acessórios eróticos que você pedir pelo serviço de quarto. Mas não se preocupe, os funcionários são treinados para ficarem calados e você não terá nenhuma forma de contato com eles. Além disso, também rola uma campainha que muitas vezes assusta os transudo de primeira viagem; ela serve para informar que sua diária encerrou ou que chegou alguma coisa pela portinha. Se você quiser ir com mais de uma pessoa, não se preocupe, não há problema. Você apenas terá que pagar uma porcentagem a mais pela pessoa extra, e lembre-se: nunca tente esconder alguém dentro do carro. Não se esqueça de ir prevenido: leve camisinhas, gel lubrificante e o que mais achar necessário para melhorar a experiência. Fica a dica que ninguém curte transar ouvindo rádio, então que tal gravar um CD ou pen drive com uma playlist bem excitante? Aproveite muito!! Motel é tudo de bom!! Experimente vários, diversos tipos de suíte…e curta, curta muito,pois essas são as coisas boas da vida!