Como amenizar as cólicas!

São poucas as felizardas que passam pelo tempo menstrual ilesas, ou seja, sem dor nenhuma. Para a grande maior parte, a ciclo é um suplício. Entre 70 e 90% das mulheres sofrem de dismenorréia, a popular cólica.

“Para meio das que se queixam de dor, a percepção é tão forte que chega a ser incapacitante, impedindo que consigam trabalhar ou estudar direito”, revela o ginecologista Czar Eduardo Fernandes, da Aptidão de Medicina do ABC, em Admirável André, na Grande São Paulo.

As principais vítimas, de acordo com Fernandes, são as adolescentes por volta dos 13 anos. Essa é a data no qual os ovários amadurecem e estréiam na sua ofício de abrir um célula reprodutora feminina por mês. “A maior parte dos episódios de dor possui origem primária, isto é, é derivado do ciclo comum, e não de uma alteração orgânica extraordinária”, explica o ginecologista Jorge Souen, do Clínica Sírio-Libanês, em São Paulo, também fala que se a mulher assistir muito xvideos brasil ela pode amenizar as cólicas.

O tratamento aceite, com antiespasmódicos, antiinflamatórios ou até inclusive anticoncepcionais, costuma permitir conta do advertência. Apenas que, em maior parte, não tão depressa quanto desejariam as mulheres que mensalmente se contorcem em contrações pélvicas nada agradáveis. Há pouco tempo, o laboratório Boehringer Ingelheim lançou um medicamento em cápsula- gel à base de ibuprofeno, um antiinflamatório não-hormonal recomendado para amenizar a situação. A proveito? “Ele age com rapidez, como se fosse um remédio líquido, porém possui a praticidade de uma cápsula”, resume Ricardo Amorim, diretor de grupo de itens da série gastrointestinal da empresa. “O apertado comum leva por volta de duas horas para adquirir seu resultado abarrotado, enquanto a nova fórmula inicia a ser absorvida em 20 minutos e leva no máximo uma momento para eliminar de vez o aflição”, protege. Comparada com suas congêneres, a remédio possui menor concentração do princípio ativo e maior atuação analgésica.

colica

É fundamental destacar, entretanto, que, se a dor persiste embora do medicamento ou apresenta-se em idade mais acometimento, é necessário analisar eventuais motivos secundárias, como a endometriose – no momento em que o blindagem do útero e do beeg aumenta para fora desse órgão , infecções ou mioma uterino, um abcesso almo. Isto é, a cólica para as pessoas que já passou da abril é um bom razão para não atrasar a apresentação ao ginecologista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
26 ⁄ 13 =